Causas das Hemorroidas: Prevenção e Soluções Eficazes!

Tempo de leitura: 5 minutos

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Não existe avaliações)
Loading...

As causas das hemorroidas – ou melhor dizendo, da doença hemorroidária – podem ser muito diferentes entre elas. Antes de enquadrar detalhadamente é apropriado, porém, compreender o que se entende cada vez que se fala dessa patologia.

Ela atinge pelo menos uma vez na vida 40% da população brasileira adulta, com um pico na população de idade inclusa entre os 50 e os 65 anos e com uma frequência ligeiramente mais alta em sujeitos do sexo feminino.

As Causas das Hemorroidas

As causas das hemorroidas são muitas. Primeiro, iremos explicar quais são seus tipos e como detectar.

A doença hemorroidária é uma alteração do tecido vascular das veias que irrigam as hemorroidas, espécies de almofadinhas situadas em nível do canal anal e fundamentais para o processo de contenção intestinal. As hemorroidas podem ser definidas externas ou internas, de acordo com a sua colocação

causas das hemorroidas

A alteração do tecido das veias tem como principal manifestação um processo inflamatório que pode alcançar diferentes níveis de gravidade e, nas situações mais agudas, ser acompanhado de sangramento retal.

Aqui em seguida, eis um elenco de quais podem ser as principais causas de surgimento das hemorroidas.

Principais Causas das Hemorroidas

  • Alimentação desordenada:

    Como você já leu anteriormente, uma das manifestações principais da doença consiste em uma inflamação mais ou menos aguda da região hemorroidária. Esse processo pode ser causado também pelo abuso de substâncias fortemente irritantes como, por exemplo, café e álcool

  • Hereditariedade:

    Constitui um dos principais fatores de risco ligados à doença hemorroidária. A história clínica familiar é muito importante nos processos diagnósticos e as hemorroidas não são exceção a esse propósito. Ter um parente que já sofreu com as hemorroidas significa uma maior probabilidade do aparecimento da doença

  • Abuso de laxantes, tanto orais quanto os consumidos por via retal:

    A excessiva solicitação da atividade do esfíncter pode levar a uma alteração da normal estrutura das paredes vasculares das hemorroidas, bem como a sua irritação por conta da frequente passagem de material fecal

  • Sedentariedade:

    Entre as causas das hemorroidas que são enquadradas mais frequentemente pelos especialistas, é possível individualizar o estilo de vida excessivamente sedentário. Como é claro, se trata de um fator que se acompanha também de outras situações ligadas a um estilo de vida em geral pouco são

  • Situações de sobrepeso:

    Você chegaria a imaginar que o sobrepeso pudesse constituir uma causa de problemas às hemorroidas? Encontrar-se em uma situação de sobrepeso ou obesidade pode influenciar nesse âmbito dado que a pressão da massa corpórea influencia na integridade das paredes venosas hemorroidárias

  • Gravidez:

    Até mesmo o estado de gravidez, como o sobrepeso, pode ter uma influência muito importante no surgimento dos problemas em nível hemorroidário. Nesse caso o principal fator causal é constituído pela excessiva pressão das veias ilíacas e hemorroidárias

  • Prisão de ventre:

    Pode facilmente ser uma causa das hemorroidas, dado que a dificuldades na defecação, acompanhadas de uma tendência a esforçar a atividade do esfíncter, podem levar a uma irritação das veias hemorroidárias

Como Detectar a Presença ( E as causas das hemorroidas)

Individualizar a presença da doença hemorroidária não é sempre fácil, a partir do momento que nas suas primeiras fases ela pode resultar assintomática. Geralmente, o primeiro alarme, ainda antes do aparecimento da dor, é constituído pela presença de sangue vermelho vivo no papel higiênico logo após a expulsão das fezes.

As hemorroidas, nesse caso, são ainda internas e, consequentemente, não visíveis: se não tratadas, a sua inflamação pode piorar, até levar ao prolapso. Até mesmo nesse caso se revelam diferentes fases em base à gravidade do distúrbio…

…O prolapso pode ser tal a ponto de verificar-se no momento da defecação, por causa do esforço físico, e nessa fase da doença pode ser possível a sua reposição para o interior no ânus através de intervenção manual. Já nos estágios mais avançados, o prolapso permanece no exterior do orifício anal e pode exigir outros tipos de intervenções.

É Necessária a Intervenção Cirúrgica?

Por vezes, a intervenção cirúrgica parece ser a única solução para o tratamento das hemorroidas. Em todo caso, um dos erros mais comuns, em seguida da operação, é o de considerar o problema resolvido e de sentir-se livre para voltar aos hábitos precedentes.

Dependendo das causas desencadeantes, essa convicção pode levar a precisar se confrontar, pouco tempo depois da intervenção, com um novo episódio igualmente doloroso. Isso porque a intervenção cirúrgica comporta a eliminação das hemorroidas, mas não a resolução da doença hemorroidária, se a causa não for individualizada e se não sofrer intervenção.

Em todo caso, não se desespere: a operação cirúrgica é uma solução a qual se recorre com sempre maior raridade, enquanto que os tipos de terapia mais aconselhados e eficazes são aqueles que preveem recorrer a terapias e métodos completamente naturais.

Evitar a intervenção cirúrgica é possível na maior parte dos casos, uma vez que se enfrente o problema sem deixar passar muito tempo. Contra as hemorroidas, a tempestividade é importante e o ataque pode ser conduzido contemporaneamente em mais frentes.

Conselhos Finais para Quem Possui Hemorroidas

Para poder conduzir uma vida livre das hemorroidas e dos muito incômodos sintomas que elas acarretam, são muitos os remédios naturais aos quais se pode recorrer… individualizá-los será possível se não se menospreza o problema e se procurar soluções eficazes.

Se você quer realmente dizer adeus à doença hemorroidária é muito importante adotar bons hábitos e um estilo de vida adequado, a ser moldado em base às causas que são individualizadas como desencadeantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *