Hemorroidas na Gravidez? Descubra Como Evitar!

Tempo de leitura: 5 minutos

As hemorroidas na gravidez são um distúrbio bastante comum: esse efeito colateral da mudança mais bela na vida e no corpo de uma mulher pode manifestar-se também em quem nunca demonstrou, antes da gravidez, uma particular propensão a sofrer de hemorroidas.

Estima-se que cerca de 30% das puérperas tenha que lidar com esse problema do qual, por embaraço, se tende a não falar.

A definição correta para indicar tal patologia é doença hemorroidária, a partir do momento que as hemorroidas são estruturas vasculares presentes no trato anal, úteis a favorecer a contenção das fezes.

A sua inflamação e o seu inchaço é o que provoca dor e que causa os sintomas típicos do distúrbio que é mais simplesmente identificado com o termo “hemorroidas”.

Hemorroida na Gravidez como evitar

Tudo Sobre Hemorroidas na Gravidez!

Permanecer calado sobre o problema é um erro duplamente contraproducente: as hemorroidas podem ser mais incômodas e criar não poucos problemas durante aquele que deveria ser o período de espera mais bonito e emocionante na vida de uma mulher…

…Sofrer em silêncio significa também não pôr em ação os tantos remédios, mesmo os naturais, que poderiam inclusive trazer alívio e sobretudo evitar o agravar do distúrbio.Eis, aqui em seguida, um aprofundamento sobre os sintomas, causas e remédios das hemorroidas na gravidez.

A primeira distinção a se fazer é entre as hemorroidas internas e as externas

  • As hemorroidas internas se incham no interior do canal anal e podem ser por um longo período de tempo assintomáticas: frequentemente, o primeiro sinal da sua presença é um leve sangramento durante a evacuação.
  • As hemorroidas externas são visíveis na região externa do ânus e são mais dolorosas.
    Seu aspecto é o de pequenas protuberâncias intumescentes.

Os estágios da doença hemorroidária são oficialmente reconhecidos como quatro:

  • 1º Estágio:

    Hemorroidas internas, na sua maioria, assintomáticas, verificáveis através da presença de sangue no momento da evacuação

  • 2º Estágio:

    A evacuação se acompanha também de dor e prurido, enquanto as hemorroidas iniciam a dar sinais de prolapso, ou seja, sob esforço se tornam externas, para depois reentrar, espontaneamente, em fase de relaxamento

  • 3º Estágio:

    Prolapso evidente, que pode ser reintroduzido manualmente

  • 4º Estágio:

    Prolapso evidente, que não pode ser reintroduzido sequer manualmente e que provoca intensa dor

Para evitar que acabe em situações complexas e que exijam uma intervenção cirúrgica, mas também para evitar que as hemorroidas sejam um incômodo a mais no momento do parto, é preciso prover o seu tratamento e a sua prevenção…

…Através de uma correta alimentação é possível combater a prisão de ventre, graças também ao suporte dos remédios naturais que podem reduzir as hemorroidas e a dor a elas relacionada. Para fazer isso, é importante conhecer os fatores de risco, as causas e os instrumentos mais eficazes para o tratamento.

O que Causa Hemorroidas na Gravidez

O que causa a presença de hemorroidas durante o período de gravidez é a cooperação de diferentes fatores. Em primeiro lugar, a origem do distúrbio deve ser procurada nas variações hormonais que caracterizam o período da gravidez.

De fato, o grande aumento de estrogênio e progesterona comporta um maior relaxamento dos vasos sanguíneos, com a tendência a uma maior estagnação nos capilares: as hemorroidas, por serem como almofadinhas caracterizadas por pequenos vasos, se incham por consequência.

Uma segunda causa deve ser procurada nas maiores dimensões do útero, que tornam mais difícil o retorno venoso e favorecem o prolapso das hemorroidas.

Além disso, as modificações das dimensões do útero leva a uma deslocação dos órgãos internos no corpo da mulher e à compressão do intestino, o que provoca uma maior prisão de ventre, que por sua vez causa a doença hemorroidária, agravada pela carência de movimento.

Junto às hemorroidas, no período da gravidez poderiam vir a surgir também as fissuras. Os sintomas das hemorroidas e das fissuras são muito similares e, por vezes, os dois distúrbios podem ser confundidos, mesmo se seus aparecimentos não estão necessariamente relacionados.

Trombose Hemorroidária

A trombose hemorroidária é o estágio mais doloroso e complexo de se intervir. A formação de trombos pode interessar tanto as hemorroidas internas, quanto aquelas externas. Para evitar recorrer à cirurgia, é importante tratar as hemorroidas e o trombo com uma intervenção tempestiva.

Geralmente, o trombo se reabsorve em algumas semanas, mas se isso não viesse a acontecer, será preciso intervir para eliminar a sua presença. O trombo se apresenta como uma formação inchada e intumescente, de cor violácea, muito dolorosa.

Conselhos e remédios

É apropriado não menosprezar o problema e não se deixar vencer pelo embaraço, para procurar um remédio em breve tempo. Para tratar ou prevenir as hemorroidas na gravidez é preciso intervir em várias frentes.

Alimentação, hábitos cotidianos e remédios naturais

Representam as armas melhores à disposição das mulheres que sofrem dessa patologia em uma fase delicada da própria vida, durante a qual se deseja poder tomar menos fármacos possíveis.

Recorrer a uma alimentação equilibrada e idônea durante o período de gestação, a possibilidade de realizar lavandas íntimas e compressas, bem como a utilização de cremes naturais são os remédios mais eficazes para se pôr em ação para evitar ou limitar o aparecimento das hemorroidas na gravidez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *