Como Tratar Hemorroidas? Tudo o que você precisa saber!

Tempo de leitura: 7 minutos

Muitas pessoas tem essa dúvida, pergunta reticente entre quem sofre: “Como Tratar Hemorroidas?”

Iremos listar abaixo respostas peculiares de Como Tratar Hemorroidas e Como Surgem, para você entender melhor o problema que está passando.

A doença hemorroidária é um problema relativamente difuso: as mais recentes estatísticas revelam como o distúrbio tenha uma alta incidência nas pessoas, sem distinção entre homens e mulheres.

Uma em cada três pessoas manifesta, pelo menos uma vez na própria vida, a doença hemorroidária, enquanto a relação aumenta para uma pessoa a cada duas na população acima dos 50 anos.

Como Surge e Como Tratar Hemorroidas

Vou dizer já a você que os fatores desencadeantes das hemorroidas, na maior parte dos casos, são múltiplos e que se não são enfrentados todos juntos, um por um, não se vai a lugar algum.

Como Tratar Hemorroidas

É fácil esbarrar em soluções e remédios ineficazes, que aliviam temporariamente os sintomas sem levar a nenhuma cura: aqui em seguida você encontrará alguns conselhos eficazes e de resultados concretos.

Os sintomas mais frequentes das hemorroidas são:

  • Sangramento
  • Sensação de queimação ou inchaço no interior do reto
  • Prurido na região anal
  • Nos casos mais graves, hemorragia e dor muito intensa

A sintomatologia do sangramento retal normalmente aparece após a defecação e o sangre se apresenta em cor vermelho brilhante. Repetidos micros sangramentos podem provocar anemia, falta de fôlego e/ou fadiga crônica.

A combinação de dor e sangramento em nível anal podem também esconder outras doenças mais ou menos graves que somente o médico pode diagnosticar. Portanto, em caso de dúvida, é sempre aconselhável consultar o próprio médico assistente.

As principais causas das hemorroidas, que favorecem o desenvolvimento

  • Um estilo de vida sedentário, estar por muito tempo na posição sentada ou em pé
  • Esforçar-se fisicamente de modo repetido e violento durante o trabalho ou na prática de alguns esportes motorizados, body building, ciclismo, equitação, etc…
  • Hábitos intestinais incorretos tais como a prisão de ventre e a diarreia, que provocam repetidos esforços de impulso e favorecem a erosão das mucosas
  • A alimentação desordenada, onde é contraindicado o consumo excessivo de alguns alimentos, entre eles o álcool, as especiarias, os alimentos picantes, o café, o chá e o tabaco
  • A predisposição hereditária
  • A gravidez e o parto
  • A desidratação, dado que não facilita o correto funcionamento dos processos intestinais

Duas tipologias de distúrbios das varizes do Plexo Venoso Hemorroidário

  • As hemorroidas internas que são uma anômala dilatação das veias que se encontram no interior no ânus, na parte inferior do reto.
  • As hemorroidas externas que se formam embaixo da pele, perto da abertura do ânus. Podem inchar-se, coçar e ser muito dolorosas, sobretudo durante o movimento intestinal.

Para poder obter uma resposta rápida para o tratamento das hemorroidas, tanto internas quanto externas, geralmente se recorre à terapia farmacológica.

Relação dos principais produtos de Como Tratar Hemorroidas

  • Os cremes ou as pomadas a base de cortisônicos devem ser prescritos por um médico. Eles exercem uma ação anti-inflamatória e ligeiramente anestésica. O tratamento deve ser utilizado por uma breve duração, alguns dias, sob o controle do médico que prescreveu.

 

  • Os tratamentos locais incluem cremes, pomadas ou supositórios. Alguns desses podem conter derivado da cortisona e outros lubrificantes. É prescrito para a utilização por alguns dias, se a situação não é grave. Esses tratamentos não são eficazes para a prevenção das hemorroidas.
  • Os lubrificantes são produtos utilizados para prevenir episódios de prisão de ventre, fator agravante no desenvolvimento da doença hemorroidária. Não é indicada a combinação com outras tipologias de tratamento para uso local.
  • Os tratamentos por via oral são fármacos anti-inflamatórios não esteroides e analgésicos. Ajudam a reduzir a dor e a inflamação. Um analgésico como o paracetamol, por exemplo, é indicado para aliviar a dor. A aspirina não é recomendada porque pode causar sangramento. Em caso de gravidez é aconselhável consultar um médico.
  • Preparados anti-hemorroidários de outro gênero, sob a forma de creme, unguento ou supositório, são vendidos em farmácia sem prescrição médica. São utilizados no tratamento de breve duração, alguns dias, e são conhecidos pelos seus efeitos lenitivos e calmantes. O parecer de um médico é, de qualquer modo, altamente recomendado.
  • Os laxantes locais, como por exemplo, os clisteres ou micro-clisteres, não são recomendados, salvo casos completamente excepcionais, visto que podem traumatizar a parede anal.

Todos esses produtos contra as hemorroidas representam, todavia, uma solução parcial ao problema porque foram estudados para aliviar os sintomas e de forma temporária, mas na realidade os fármacos não representam uma solução que intervém à raiz do problema.

Estágios da Doença Hemorroidária

Em alguns estágios da doença hemorroidária a medicina tradicional se propõe a intervir com diversas técnicas ambulatoriais. Entre esses procedimentos, as mais utilizadas são:

  • a ligadura elástica
  • a escleroterapia
  • a laserterapia
  • a crioterapia
  • a fotocoagulação

E caso de falha dos procedimentos acima elencados, ou nos casos mais graves de hemorroidas, se intervém com uma cirurgia tradicional. As técnicas cirúrgicas são, com certeza, mais evasivas comparadas às técnicas ambulatoriais, mas também mais resolutivas. As principais tipologias de intervenção cirúrgicas são:

  • A extirpação do muco-prolapso segundo o método de Longo, realizada com a utilização de um suturador mecânico
  • A remoção cirúrgica das hemorroidas conhecida como hemorroidectomia segundo a técnica Milligan-Morgan
  • A desarterialização hemorroidária transanal guiada por doppler (o método thd)

Se você decidir recorrer à intervenção cirúrgica, precisa ter em mente que se trata de um tratamento eficaz para combater o episódio de hemorroidas, mas que tal prática não pode ser considerada um remédio resolutivo…

…De fato é possível que se apresentem episódios reincidentes e isso porque a cirurgia não pode ser considerada um instrumento de prevenção em relação ao aparecimento das hemorroidas.

Por consequência, sintomas e crises hemorroidárias podem reapresentar-se até em uma breve distância de tempo da operação, não obstante a intervenção cirúrgica exija tempo para a recuperação pós-operatória e possa ser acompanhada de dor e eventuais complicações.

Felizmente, o contínuo uso de fármacos e das técnicas de intervenção da medicina tradicional, não são as únicas soluções disponíveis para o tratamento das hemorroidas. Existem outras metodologias realmente eficazes para curar-se dessa patologia e que agem na raiz do problema…

 

…Não por acaso, para obter uma cura definitiva e duradoura é essencial intervir nas verdadeiras causas que provocam a doença hemorroidária e conhecer quais são os hábitos e o estilo de vida a se adotar.

Os problemas intestinais, por exemplo, como a diarreia e a prisão de ventre estão na linha de frente entre as causas da problemática. Para esses distúrbios existem remédios, completamente naturais, capazes de reequilibrar os processos intestinais do nosso organismo.

Ao mesmo tempo, uma dieta equilibrada resulta ser de fundamental importância para a resolução do problema. Intervindo em nossos hábitos alimentares é possível obter efeitos benéficos imediatos nos ataques de hemorroidas.

Enfim, para completar o quadro, no tratamento das hemorroidas, se intervém com uma correta terapia local a base de extratos naturais com particulares propriedades lenitivas, emolientes e terapêuticas.

Quando se compreende realmente onde reside a causa (ou o conjunto de causas) que leva à doença hemorroidária, se torna simples encontrar a direção certa para resolver de uma vez por todas essa problemática.

A procura por uma metodologia destinada de Como Tratar Hemorroidas, uma dieta equilibrada, bons hábitos e uma adequada terapia local, se demonstra ser uma solução eficaz para o tratamento das hemorroidas e para reencontrar (finalmente!) nova vitalidade e bem-estar físico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *